Como VENDER MUITO NO INSTAGRAM com apenas MIL SEGUIDORES.

Escrito por João Lacerda

Se você acha que para vender no Instagram é preciso um número muito grande de seguidores, é hoje que eu vou mostrar que isso não é verdade.

Eu vou mostrar dois casos, um de um perfil que tinha 2.000.950 seguidores e não conseguiu vender nada, e outro de um perfil de mais ou menos 1.000 seguidores e conseguiu vender.

Então vamos lá descobrir como foi isso?

Bom pessoal, uma das melhores maneiras de aprender é pelo exemplo.

Então hoje vou mostrar 2 casos diferentes que com uma boa estratégia. Não adianta ter muitos seguidores para conseguir vender.

Um deles é a Joana (Nome Fictício) que com um perfil de 1.000 seguidores conseguiu vender e o outro perfil é da Ana (Nome Fictício) que com 2.000.950 seguidores e não conseguiu vender nada.

Bom, primeiro vamos conhecer a história da Ana. Ela é uma influenciadora no Instagram e tem mais de 2 milhões de seguidores.

Num certo momento ela decidiu lançar uma linha de roupas, porque afinal as pessoas que a seguem, seguem por causa de estilo de vida dela, o estilo que ela tem.

Ela lançou uma linha de camisas, mas não deu certo.

Ela tinha mais de 2 milhões de seguidores e não conseguiu nem vender 36 camisas que eram o número mínimo que ela precisava para poder fazer a produção.

Na época do lançamento ela fez dois vídeos, publicou cada um deles apenas uma vez.

Ela não publicou nenhuma foto das camisetas, e depois de 13 dias, ela deu a campanha como encerrada e, claro, um fracasso de vendas.

Antes de nós verificarmos onde ela errou, vamos verificar o segundo exemplo.

O segundo exemplo é o da Joana, que lançou um projeto no Instagram em que lhe deu o nome de “Orientar”.

O Orientar é um projeto que envolve estilo de vida. Um projeto onde a Joana vende pósteres, objetos de decoração diversos, calendários, entre outros itens.

E a Joana conseguiu vender pelo Instagram fazendo a seguinte estratégia:

No primeiro ano ela criou o calendário, e fez um especial sobre mulheres empoderadas.

Então cada mês do ano era uma mulher empoderada que era homenageada.

Só tinha um problema. Para a Joana conseguir vender, ela precisava de alcance, e ela não tinha muitos seguidores na época.

Na verdade ela não tinha nem 1.000 seguidores.

Então o ela fez?

E aí é que está a base da estratégia.

Como ela não tinha seguidores, e não tinha alcance, e também não fez anúncios, ela procurou dentro do Instagram microinfluenciadores.


Eles foram as bases da estratégia.

Na verdade, Elas. Porque o público que a Joana queria atrair eram mulheres que comprassem o calendário.

Dessas mulheres empoderadas, a Joana procurou exatamente perfis no Instagram que já tinham uma base cerca de 10, 30, talvez 50 mil seguidores que falavam sobre o assunto e que tinham muita conexão em relação a isso.

Esta é a parte muito importante.

A Joana não conhecia nenhuma dessas pessoas. Então ela já seguia alguns perfis, outros pesquisou para justamente ter mais opções para poder enviar os calendários.


Então a Joana pegou uma base de perfis que eram microinfluenciadoras, e começou a perguntar no direct do Instagram se elas podiam passar o endereço para a Joana poder conversar com elas e lhes enviar um presente.

Então elas viram o perfil da Joana, que combinava com que elas transmitiam de mensagem, e algumas delas responderam, outras não responderam.

Das que responderam a Joana começou a entrar em contato e enviou realmente Calendário com mensagem personalizada.

Então não só chegou o calendário lá, como também chegou uma mensagem muito direcionadas a elas, agradecendo por elas terem aquele perfil.

Uma coisa muito importante dessa história é que em nenhum momento a Joana pediu para essas microinfluenciadoras venderem ou anunciarem esses produtos no Instagram delas.

Simplesmente as presenteou com o calendário, mandou uma mensagem, e as que viram que fazia sentido para elas, ficaram muito gratas e elas mesmas postaram nos stories delas no feed.

Então o que aconteceu foi o seguinte:

A Joana mandou para elas o calendário de presente, sem pedir nada em troca, e o que aconteceu foi fantástico, porque elas postaram no Instagram delas e a resposta foi muito positiva.

As pessoas começaram a entrar em contato com a Joana para saber sobre o calendário, saber como adquirir aquele calendário.

Por quê?

Porque fazia sentido para elas.

Elas acompanhavam perfis que falavam de empoderamento feminino e o calendário da Joana era exatamente sobre isso.

O resultado foi o seguinte: dos 50 calendários que a Joana mandou fazer, ela conseguiu vender quase todos.

Sobraram poucos e inclusive a Joana fez essa ação no começo do ano, e quando chegou mais para o final do ano, agosto, setembro, ainda tinha pessoa que procuravam a Joana para comprar calendários vindo dos microinfluenciadores.

Conclusão.

Destas duas histórias, provavelmente você já deve estar tirando algumas lições.

Eu separei cinco para você acompanhar.

Lição número 1

Conheça seu público, ou seja, saiba quem tá seguindo e porque eles te estão seguindo. O que vai fazer sentido você oferecer, e o que que não vai fazer sentido você oferecer?

Lição número 2

Estratégia de divulgação. Você viu que no primeiro caso, apesar de ter mais de 2
milhões de seguidores, ela postou duas vezes, não postou a camiseta, depois de 13 dias deu como encerrada a campanha.

Ou seja, não divulgou praticamente nada o produto que ela queria vender. E no caso da Joana fez um trabalho de entrar em contato, de pegar pessoas que já tinham alcance para poder fazer estratégia de divulgação.

Lição número 3

Venda um produto que faça sentido. Ou seja, no caso da moça que queria vender
as camisetas, nem mesmo estilo da camiseta combinavam com as pessoas que a seguiam.


Ela mesma não usava aquelas camisetas no perfil dela, onde ela demonstrava o estilo
dela.

Então se ela queria vender aquilo, não fazia sentido nenhum se não é para o público
dela.

Lição número 4

Ganhe alcance. Ou seja, principalmente se você não tem um perfil forte no Instagram, mas tem um produto legal que combina com seu público, procure as pessoas que já têm esse alcance e que combine com você.

Então conforme a Joana fez, busque parcerias, busque microinfluenciadores para te ajudar nesse processo.

Lição número 5

Passe credibilidade. Esse é um dos passos mais importantes, porque independente se a Joana seguisse os outros passos, se ela encontrasse microinfluenciadores para ajudar, se elas realmente divulgassem, mas quem fosse comprar entrasse no perfil da Joana e não sentisse segurança ela acabavam por desistir e a Joana não conseguia vender.

Então passar credibilidade é essencial para conseguir vender pelo Instagram.

É mesmo necessário para credibilidade… É preciso saber adquiri-la.

Espero que tenha gostado do artigo e que ele lhe ajude a tomar decisões.

Se necessitar de ajuda também estou aqui para isso.

Deixe um comentário para eu saber se gostou do artigo e se o achou importante para si.

Ao Nosso Sucesso,

João Lacerda

Se você está a começar e não sabe nada, aceite estas dicas PRECIOSAS que lhe envio nesta série de emails

100% livre de spam.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade