O que é MELHOR?

Escrito por João Lacerda

Compartilhe agora mesmo:

Nome do seu Site ou Blog. Sabe o que usar? Usar nome próprio ou usar nome fantasia? Conheça as vantagens e desvantagens.

O que é melhor? Usar um nome de empresa de fantasia ou usar seu próprio nome para o seu negócio? Você tem essa dúvida, certo?! Eu sei que você tem! Todo mundo tem essa dúvida. Vou criar um nome de fantasia ou usar meu nome? O que eu faço? É por isso que estou aqui para ajudar nessa tarefa árdua. Primeiro, quero lhe dizer que, qualquer que seja a sua escolha, você sairá ganhando de um lado e perdendo do outro.

Não tem jeito. E, finalmente, a escolha dependerá de quanto você está disposto a desistir de um lado e ganhar do outro.

Então vamos! Vejamos os prós e contras de cada opção lá. Vá ali! Qual é o primeiro?

O que é MELHOR?

Nome Fantasia.

A primeira coisa que você pode achar bom é que não precisará mostrar seu rosto.

Você cria um nome fictício e tudo bem, especialmente se você acha que seu nome é feio ou incomum.

Apenas você cria um nome de fantasia. E então você poderá criar a personalidade que deseja para esse nome fictício.

Se você quiser, por exemplo, que o nome da sua empresa dê uma idéia de fofinho, infantil. Você consegue!

Já se você quiser passar uma imagem de confiança, de solidez, de formalidade. Você também consegue.

Isso sem depender da sua história, sua cultura, nada disso. É como se você criasse um novo ser a partir do zero, onde você tem a oportunidade de criar sua alma, seu espírito, sua própria personalidade.

Isso é ótimo, porque você poderá incluir nessa tag os elementos de identificação do seu público, e com o produto que você vende.

Olha, sem dúvida, criar uma história com um nome fictício é muito mais fácil do que tentar criar isso usando seu nome.

A identificação do seu público-alvo é muito mais forte e na frente, quando você leva sua marca ao auge do sucesso, alguém poderá comprar sua empresa por bilhões de dólares. Por que não?

Agora eu imagino que você deve se surpreender, com os olhos brilhando.

“É isso! Vou usar o nome fantasia. É tudo de bom.”

Que nada!

Mas afina o que é melhor?

Usar um nome de fantasia é muito frio. Porque a impressão que dá é que estamos lidando com o ser humano, que tem um rosto.

Quando você fala com a ”Vodafone”, por exemplo, você sente vontade de fazer o quê? O que acontece com ”TAP”? E o Santander?

Eu não tenho nada contra a essas empresas, porque meu telemóvel é Vodafone, Costumo voar com a TAP e meu banco é o Santander.

Mas, não adianta, é uma sensação de que não estamos a falar com ninguém humano. Mas com uma coisa inanimada e sem vida.

Se colocarmos a mão no bolso, daremos dinheiro àqueles em que confiamos, como vou colocar minha mão no bolso e dar meu dinheiro a alguém escondido no nome da fantasia? E que eu nem sei quem é.

As empresas sabem muito sobre isso, que nós, humanos, confiamos mais em comprar de outras pessoas seres humanos, que justamente por esse motivo, grandes empresas investem milhões em publicitários, emprestar sua história de credibilidade à empresa.

E assim seja a representação humana da marca da fantasia. Esses publicitários se tornam a personificação da marca. Expelindo aspectos positivos neste nome de fantasia.

E por falar em milhões, a personificação da marca, seus valores e sentimentos agregados só funciona se você investir muito dinheiro em publicidade, para que as pessoas percebam esses sentimentos na marca. E isso pode ser uma enorme desvantagem. Ter muito dinheiro para investir em publicidade, especialmente para quem está começando.

Seu Próprio Nome.

Agora, e se você usar seu próprio nome? Eu, por exemplo, tenho usado meu próprio nome em uma das principais marcas da minha empresa desde sempre.

João Lacerda

É um nome que eu uso no blog, youtube, facebook, instagram, twitter, minha página de fãs no Facebook.

E então, você deve estar se perguntar.

Por que você escolheu usar seu próprio nome no seu negócio?

Bom, por uma razão muito simples. Quando decidi escolher meu nome, a primeira coisa que me veio à cabeça foi a seguinte: Se a pessoa está em um momento de crise, sem dinheiro, naquele momento em que a pessoa pega todas as contas e vomita.

Atenção. Opa! Para ver o que ela receberá naquele mês.

A pessoa pode ficar a dever a conta da Luz, a conta do telemovel, da TV a cabo, mas não fica a dever a um amigo. Isso é certo a um amigo não fico a dever.

Agora, como eu vou ter proximidade com meus clientes a ponto de me tornar amigo deles?

Com o nome empresa de fantasia. Não, eu não poderia fazer isso, certo.

Eu só conseguiria se usasse meu próprio nome. E foi o que fiz, e funcionou muito bem, e está a funcionar cada vez melhor.

E você sabe quantas pessoas não me pagaram até hoje?

0 (ZERO).

E veja isso lá no começo, quando comecei a vender cursos on-line, Não havia cartão de crédito.

Outra vantagem é que, quando você usa seu próprio nome, você não tem o custo de criar e divulgar sua própria história.

Sua história já existe, foi construída desde que você nasceu.

As pessoas confiam mais nas pessoas. Eles compram de pessoas. E as empresas sabem disso, tentam consertar isso com os publicitários.

Seu nome já está criado. Você não precisa gastar meses pensando em criar um nome de criativo, e, dependendo do seu nome, pode ser raro e único.

Aliás, você é único, tem personalidade própria e uma embalagem aprova qualquer pirataria.

Ninguém será capaz de piratear você, seu rosto, sua alma e o retorno das vendas pode ser absurdamente maior usando seu nome em vez de um nome fictício.

Agora, quais são as maiores desvantagens de usar seu próprio nome?

Seu nome não pode ser vendido para grandes investidores. Afinal, o seu negócio é você. Somente se você estivesse dentro da empresa comandando, tudo bem.

Outra coisa que seu nome pode ser muito comum ou pode ter o mesmo nome de um concorrente seu. Ou seja, um nome não muito bonito e além de tudo isso, você terá que andar direito.

Se você cometer algum crime, é claro que ele manchará seu nome, apenas que não há apenas crime daqueles que estão presos, há outros tipos de problemas, de imagens negativas.

Qualquer deslize ético e moral, mesmo que não seja ilegal, além de você ser prejudicado pela imagem negativa que irá gerar, esse slide será espalhado por toda a empresa.

E seus funcionários também, que não têm nada a ver com história, muito menos com sua vida privada.

E não adianta, se você usar seu nome, inevitavelmente você misturará sua imagem pessoal a imagem da sua empresa. Tudo se transforma em uma coisa.

Em compensação, para cada grande fardo, há um grande bônus, é por isso que tantos profissionais de sucesso decidiram usar seu próprio nome como o nome mesmo que seja necessário um esforço para permanecer no caminho certo.

Concluindo!!!

E então, antes de tudo isso, o que você acha, agora que você conhece os prós e os contras do Nome Fantasia e seu Próprio Nome?

Qual é o melhor: usar seu nome ou usar um nome fictício?

Compliquei sua vida agora, hein? Porque a escolha será sua.

Como eu disse, as duas opções são boas, mas as duas opções são ruins também.

Agora cabe a você definir. O fim, você decide!

Depois de definir, desça abaixo do artigo e comente aqui…

Fale comigo, quero saber o que você escolheu e porquê essa escolha. Necessito mesmo de saber o que é melhor.

Espero mesmo que tenha gostado deste artigo, apenas foi editado para o ajudar!!!

Ao Nosso Sucesso,

João Lacerda

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!